top of page
  • Foto do escritorEspaço Psiquismo

Berçário - Espaço de cuidados e afetividade


Gina M. G. Sommerfeld - Psicóloga junto a Equipe de Educação Infantil da Babylância e Atuação Escola Bilingue

Anamnese Infantil é uma entrevista inicial feita pelo psicólogo, membro da equipe de Educação Infantil, visando obter informações detalhadas com os responsáveis da criança, sobre o desenvolvimento, história de vida, histórico de doenças, dinâmica familiar e social, assim como acontecimentos significativos e possíveis dificuldades observadas pela família.

Os dados fornecidos pela família permitem que a equipe pedagógica entenda melhor o comportamento e possa fazer as intervenções necessárias, no caso de alguma dificuldade apresentada pela criança. Assim será possível superar as dificuldades no decorrer do ano letivo.


Família e Escola A família e a escola dividem e partilham suas responsabilidades no que diz respeito à educação e a socialização das crianças. O envolvimento de pais na escola/creche é considerado um componente importante e necessário para o sucesso das crianças.

É um espaço de cuidados, afetividade e atividades que propiciam o desenvolvimento da criança, a partir dos sentimentos de confiança e segurança, que proporcionam bem-estar.

As avaliações são feitas a partir das observações das ações e reações de cada criança, respeitando a sua individualidade, a partir das atividades diárias.

A partir dos seis meses, momento em que começa a desenvolver mais as suas habilidades motoras e cognitivas, passa a se interessar por outras pessoas. O ambiente acolhedor e seguro no berçário, zelando pelo bem-estar, proporciona a sua socialização com as outras crianças.

O afeto é a parte central do trabalho no berçário, pois quanto mais forte o vínculo, mais facilitado e natural se tornará o processo de independência e autonomia da criança.

Os limites são colocados com foco na compreensão, respeito e afeto, valorizando a qualidade de interação entre os adultos e as crianças.

O período de adaptação da criança no berçário é o primeiro momento em que a criança passa a conviver longe da presença dos pais, que também lutam contra a ansiedade e o receio de como a criança irá reagir ao “novo”. A compreensão e autocontrole da família faz com que não seja ainda mais difícil para a criança processar essa nova fase.

É importante não comparar como cada criança se adapta ou aprende algo novo. Cada um tem o seu próprio tempo e é importante respeitá-lo. Para algumas crianças a adaptação pode acontecer de forma mais tranquila e rápida, já outras exigem um pouco mais de cuidado e atenção.

Apesar de se utilizar o termo “período” vale ressaltar que a adaptação é um processo, já que muitas vezes acaba se repetindo em novas situações, tais como o retorno da criança após o final de semana, férias e ocasiões de adoecimento. Por isso a importância de entender e atender as particularidades de cada criança, permitindo uma rotina mais flexível.

Os primeiros anos de vida e experiências, especialmente as interações entre as crianças e seus cuidadores, incluindo os educadores, são essenciais para o desenvolvimento da criança. As relações estáveis, acolhedoras e estimulantes, contribuem para o bem-estar emocional. Se a criança estiver emocionalmente segura, estará disponível para a aprendizagem, exploração e novas aquisições.


O papel do psicólogo é observar o desenvolvimento como um todo, facilitando relações seguras, de forma que a criança seja atendida em suas necessidades e sinta-se compreendida. Dessa forma ocorre o desenvolvimento da sua confiança, segurança e autoestima o que vai contribuir para a sua autorregulação e para a aquisição de competências em todas as áreas de desenvolvimento.

A família é a referência essencial para o desenvolvimento da criança. O psicólogo pode ajudar a família a compreender e a lidar com diferentes desafios, mudanças e aquisições do desenvolvimento e aprendizagem das crianças no berçário.


Gina M. G. Sommerfeld

Psicóloga Clínica CRP 05/32130 Terapeuta Integrativa CRTH-BR 0134/2008 ABRATH

18 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page