• Espaço Psiquismo

Transtorno do Pânico


O Transtorno do Pânico é caracterizado por um intenso medo ou/e mal-estar com sintomas físicos e cognitivos que aparecem subitamente, sem causas aparentes ou por meio de ansiedade excessiva motivada por estresse, perdas, aborrecimentos ou expectativas. Em decorrência dos sintomas perturbadores que acompanham o transtorno de pânico, frequentemente é confundido com outras doenças em emergências de hospitais.

Um ataque de pânico inclui pelo menos quatro dos seguintes sintomas:

• Palpitações, coração batendo ou aceleração cardíaca

• Sudorese

• Tremores ou estremecimentos

• Sensações de falta de ar ou sufocação

• Sentimentos de bloqueio

• Dor no peito ou desconforto

• Náuseas ou desconforto abdominal

• Sentir-se tonto, instável, com cabeça leve ou desmaiar

• Calafrios ou sensações de calor

• Parestesia (sensações de dormência ou formigamento)

• Desrealização (sentimentos de irrealidade) ou despersonalização (sendo separado de si mesmo)

• Medo de perder o controle ou “enlouquecer”

• Medo de morrer

O transtorno de pânico pode durar meses ou mesmo anos, dependendo de como e quando o tratamento é realizado. Se não tratado, pode piorar a ponto de afetar seriamente a vida social do indivíduo, que tenta evitar os ataques e acaba os tendo. Em geral, a combinação da psicoterapia com medicamentos produz bons resultados.

1 visualização0 comentário